A dois passos do sonho: Inglaterra vence a Suécia e avança às semifinais após 28 anos

A tradicional desconfiança que ronda a Inglaterra em Copas do Mundo já se transformou em otimismo na Rússia. Alimentando o sonho de ser campeão mundial pela segunda vez em sua história, os ingleses ficaram a dois passos de concretizá-lo ao vencer a Suécia por 2 a 0 neste sábado, em Samara, avançando às semifinais do torneio pela primeira vez desde 1990. O zagueiro Maguire e o meia Dele Alli marcaram os gols do jogo.

O triunfo inglês faz com que a Inglaterra chegue às semifinais de uma Copa do Mundo apenas pela terceira vez na história. O English Team havia alcançado esta fase apenas em 1966, quando venceu o torneio em casa, e 1990, quando caiu para a Alemanha, que viria a ser a vencedora daquela edição. Pronto para disputar uma vaga na final após 28 anos, o time de Gareth Southgate agora encara a Croácia, que venceu a Rússia em Sochi, neste sábado. O duelo valendo um lugar na decisão ocorre na próxima quarta-feira, no Lujniki, em Moscou, às 15h (de Brasília).

Artilheiro da Copa do Mundo com seis gols, Harry Kane não conseguiu balançar as redes neste sábado. Esta foi a primeira partida em que o atacante entrou e campo e passou branco no torneio, tendo marcado anteriormente contra Tunísia, Panamá e Colômbia. Ainda assim, o capitão foi importante no ataque inglês, criando espaço para os companheiros e dando trbaalho à marcação sueca.

Embora a Inglaterra tenha controlado as ações ofensivas em boa parte do jogo, o goleiro Pickford foi uma das estrelas do confronto. Quando foi acionado, o arqueiro brilhou e fez três defesas fantásticas – que lhe renderam o prêmio de Homem do Jogo, concedido pela Fifa através de votação popular.

A vitória deste sábado deixa a Inglaterra empolgada para dar fim ao jejum de 52 anos sem um título mundial. Representante do país onde o futebol foi criado, o English Team chegará às semifinais logo após sua melhor atuação na Rússia, na qual criou muitas chances e poderia ter vencido a Suécia por um placar mais elástico. O jovem time comandado pelo novato Gareth Southgate vem fazendo a torcida acreditar que, enfim, o “futebol está voltando para casa de novo” – como diz a música criada para a Eurocopa de 1996, na Inglaterra, e que vem sendo cantada pelos fãs na campanha na Rússia.

Globo Esporte