Bota pressiona Volta Redonda, mas para em goleiro e decide v

Bota pressiona Volta Redonda, mas para em goleiro e decide vaga na última rodada

O Botafogo teve uma boa atuação neste domingo, pressionou, criou chances, mas o resultado foi frustrante. No Estádio Raulino de Oliveira, o Alvinegro empatou por 1 a 1 com o Volta Redonda e se manteve fora da zona de classificação para as semifinais da Taça Rio. Os gols da partida saíram no primeiro tempo. Mauro Gabriel marcou para o time da casa, e Igor Rabello igualou para a equipe de Alberto Valentim.

O empate não era o resultado esperado, mas o Botafogo acabou ajudado pela derrota da Portuguesa para a Cabofriense. Com o ponto conquistado, o Alvinegro segue em 3° no Grupo C, mas ao menos se igualou em pontos à Lusa, que está à frente no saldo de gols (3 a 2). O Fluminense lidera com os mesmos 10 pontos, mas ainda joga neste domingo.

A vaga nas semifinais será definida na última rodada, no próximo domingo. O Botafogo terá o clássico contra o Vasco, no Nilton Santos, enquanto a Portuguesa pega o Flamengo, e o Tricolor encara a Cabofriense.

O primeiro tempo foi de baixo nível técnico, mas também animado. O Botafogo não começou bem e deu espaços para o Volta Redonda. A equipe do interior soube aproveitar e saiu na frente com um belo gol de Mauro Gabriel, revelado em General Severiano. Ainda na etapa inicial, Igor Rabello empatou de cabeça, aproveitando cobrança de falta de Léo Valencia.

A etapa final não teve gols, mas teve muita pressão do Botafogo. O Alvinegro criou muito, perdeu muitas chances, mas não conseguiu virar. Ao todo, foram 25 finalizações ao longo do jogo, contra nove do Volta Redonda.

Se o Volta Redonda conseguiu o empate deve muito a Douglas Borges. O goleiro parou o time do Botafogo com grandes defesas e foi o nome do jogo.

De positivo, algumas atuações individuais. Aniversariante do dia, Moisés tem se provado uma aposta certeira e já é titular absoluto da lateral esquerda. Ele teve mais uma grande atuação e, por pouco, não marcou no Raulino de Oliveira. As melhores oportunidades do Alvinegro saíram de seus pés. Destaque também para Léo Valencia. O chileno teve boa atuação, especialmente na etapa final.

Globo Esporte