Botafogo prega cautela contra o retrospecto de visitante do Vitória

Botafogo v Sao Paulo - Brasileirao Series A 2017

O Botafogo segue se preparando para o confronto com o Vitória, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O histórico do adversário como visitante é algo que chama a atenção. Apesar de estar lutando contra o rebaixamento, o Leão fez alguns bons estragos atuando longe da Bahia.

Dos oito triunfos no Campeonato Brasileiro até aqui, o Vitória conseguiu seis deles como visitante. Fez 3 a 1 no Sport na Ilha do Retiro, 1 a 0 no Coritiba no Sul e 2 a 1 no Atlético-GO em Goiás. Mas o que chamou mais a atenção foi quando tirou a invencibilidade do Corinthians no Brasileirão vencendo por 1 a 0 em São Paulo.

O Leão também costuma derrubar treinadores longe da Bahia. Fez 2 a 0 no Rio de Janeiro e forçou a demissão de Zé Ricardo do Flamengo. No último fim de semana foi a vez de Rogério Micale perder o emprego no Atlético-MG porque os baianos decidiram fazer 3 a 1 na Arena Independência, em Belo Horizonte. Ainda longe de casa, os baianos arrancaram pontos importantes de Cruzeiro e Avaí com empates sem gols. Um histórico que ligou o sinal de alerta por parte dos botafoguenses.

“O histórico deles atuando longe de casa é algo que precisa ser respeitado e levado em consideração, pois não é fácil vencer os adversários que eles conseguiram superar. Tiraram a invencibilidade do Corinthians e no fim de semana passado acabaram fazendo um grande jogo e batendo o Atlético Mineiro em Minas Gerais. Se o Botafogo não estiver muito concentrado e ciente de que tem um grande oponente pela frente vamos nos complicar”, analisou o goleiro Gatito Fernández.

O fato não chega a ser uma novidade para o técnico Jair Ventura. “O Vitória é um time que encontrou uma fórmula de jogar fora de casa, como muitos neste Brasileirão que entendem que o mandante tem que se expor em busca do gol. Por isso que muitos visitantes estão conseguindo grandes resultados. Vamos precisar de muito cuidado, pois trata-se de um rival qualificado e que pode nos criar muitas dificuldades. Vamos precisar jogar no limite para ganharmos”, disse Jair.

Para este compromisso o Botafogo perdeu o lateral-direito Arnaldo e o atacante Roger, suspensos por acúmulo de cartões amarelos. Assim, Luis Ricardo assume a lateral e Brenner ganha uma vaga no ataque. Provavelmente seu companheiro será Rodrigo Pimpão, recuperado de dores no joelho direito e que deve reaparecer no posto de Gilson.

“O Pimpão treinou normalmente e vai ser relacionado. Agora é ver se o treinador vai querer escalar”, brincou Jair, retirando risos dos jornalistas presentes à entrevista coletiva.

O time realmente só deverá ser definido minutos antes do confronto. Neste sábado o elenco treina pela manhã e depois começa o período de concentração. Com 40 pontos ganhos, o Botafogo defende a permanência na zona de classificação para a próxima Copa Libertadores.

Espn/Gazeta Press