Brusque abre dois, mas Chape se recupera e empata no segundo tempo

Um jogo de contrastes. No Augusto Bauer, na tarde deste domingo, o Brusque dominou o primeiro tempo e abriu 2 a 0 no placar, com Jean Dias e Cleyton. A Chapecoense se recuperou na segunda etapa, controlou a partida e chegou ao empate com Nenén e Guilherme.

Os dois time voltam à campo na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília). O Brusque vai até Florianópolis, onde enfrenta o Avaí, na Ressacada. A Chapecoense recebe o Figueirense, na Arena Condá, e precisa de um empate para levar a decisão para dentro de casa.

O empate mantém a Chapecoense na ponta, mas adia a definição do mando de campo da decisão, já que o Figueirense venceu seu compromisso e diminuiu a diferença de pontos para o líder. O Brusque chegou a 18 pontos e se manteve na 7ª colocação.

Se alguém que não acompanha o Campeonato Catarinense assistisse ao primeiro tempo, jamais apostaria que a Chapecoense está na frente do Brusque na tabela. Os donos da casa não tomaram conhecimento do líder e logo aos 4 minutos abriram o placar, em cobrança de pênalti de Jean Dias. Consciente que o time não estava bem, Kleina sacou Vinicius Freitas, que improvisado no meio não fazia boa partida, e colocou Nenén. Mesmo assim o Brusque manteve a pressão e por pouco não ampliou com Jefferson Renan. Na sequência, Cleyton aproveitou cruzamento e fez o segundo do time. Fim de primeiro tempo:  2 a 0.

Um segundo tempo completamente diferente. Kleina usou o intervalo para ajustar os erros da primeira etapa. O resultado começou a aparecer logo nos primeiros minutos, em chutes de Guilherme e Vinicius. Aos 10, Nenén aproveitou o rebote e mandou um balaço, na gaveta de André Luís. Aos 20, Guilherme empatou, também em cobrança de pênalti. No fim, Jandrei ainda salvou a Chape após cabeceio de Valkenedy.

Globo Esporte