Caio Júnior: “Talvez Deus tenha nos colocado aqui para sentir esse sabor”

chape1

Contra o Palmeiras, em dia de festa na Arena, a Chapecoense teve seu dia de coadjuvante. Em “conexão” antes de viajar para a Colômbia para disputar a partida de ida da final da Sul-Americana contra o Atlético Nacional, o Verdão passou por São Paulo com um time misto, perdeu por 1 a 0 e assistiu de perto a festa do título de outro Verdão. Com o revés, a Chape não tem mais chances de chegar à Libertadores pelo Brasileirão, e mais que nunca precisa apostar todas suas fichas na decisão continental, como afirmou o treinador Caio Júnior, em coletiva após o jogo.

– Jogamos de igual par igual, ele fizeram aquele gol, em bola parada, com o jogador de costas, e tivemos uma chance com Sergio Manoel, então talvez o 1 a 1 seria mais justo e levaríamos um ponto. Importante que a estratégia foi correta, coloquei um time pensando em quarta-feira, e esse time está zerado, e isso e o mais importante.

E participar, de camarote, mesmo que apenas como convidado, de uma celebração de título três dias antes de jogar uma final, pode ter um peso para a Chapecoense. Segundo o técnico, ver uma festa toda verde e branca de pertinho pode servir como inspiração para os jogadores da Chape.

– Uma final é diferente sim. Já sinto que os jogadores estão vivendo isso, eu também. Todos nós! Jogar uma final é diferente. Até comparado à situação de hoje, para o Palmeiras, que foi campeão em um jogo de campeonato (pontos corridos). Final é final e temos que lembrar que são 180 minutos. Já fizemos essa estratégia e os atletas têm que lembrar porque o duelo vai se definir o Curitiba (no jogo de volta)

– Vejo que o grupo é vencedor, talvez Deus tenha nos colocado exatamente aqui hoje para sentir esse sabor e valorizar ainda mais o objetivo na quarta

Confira os principais trechos da coletiva

FOCO TOTAL NA SUL-AMERICANA
No Brasileiro podemos chegar em oitavo lugar (no máximo), mas agora o foco é o titulo, entender bem o adversário. vou me concentrar nisso. Sem dúvida, é atual campeão da Libertadores, melhor time da América do Sul, essa é realidade, mas temos condições de suporta a pressão, como já provamos contra Independiente, Junior Barranquilla, e San Lorenzo… Mais um grande desafio para nós. Temos que trazer jogo para cá em condições de buscar o titulo, esse é o grande objetivo.

FAVORITO?
Favorito porque é atual campeão da Libertadores, vão jogar mundial de clubes depois de nos enfrentar. É uma ótima equipe, mas acredito muito na parte tática, porque os jogadores entendem muito bem o que fazer. Vou assistir tudo sobre o Atlético, rever tudo porque já vi… Analisar tudo para que a gente não erre na estratégia

PARTIDA DE VOLTA EM CURITIBA
Peço para os torcedores se programem, sei que não é tão simples ir a Curitiba, mas seria muito legal ter peso de torcida. porque é uma final internacional, um momento fantástico, o auge do clube, não sabemos se teremos outra oportunidade dessa. Vale a pena o esforço. Precisamos mostrar força em Curitiba

RESERVAS DERAM CONTA?
Legal quando põe um jogador como o Marcelo, zagueiro. Ele jogou um minuto na minha estreia contra o Cruzeiro, se machucou e nunca mais jogou. Bacana terminar a temporada jogando, assim como o Alan (Schutel), o Gimenez, o Filipe (Machado), também deram uma resposta positiva. Não é fácil substituir uma defesa inteira. No resto acho que competimos de igual para igual.

Globo Esportes/São Paulo