Chapecoense marca no fim, vence o Atlético-MG e deixa a zona de rebaixamento

O duelo entre Chapecoense e Atlético-MG foi longe de ser um primor taticamente e tecnicamente. Por conta disso, as duas equipes pouco produziram no jogo. O Galo criou mais chances, mas foi a Chape quem saiu vencedora, com um gol de Doffo, já aos 48 minutos do segundo tempo, após chute que desviou em Leonardo Silva e encobriu o goleiro Victor.

O primeiro tempo na Arena Condá foi de poucas chances para as duas equipes. O Atlético-MG teve mais domínio e finalizou mais vez, mas Jandrei precisou fazer apenas uma defesa. Em contrapartida, a Chape finalizou pela primeira vez apenas aos 40 minutos, em chute perigoso de Doffo. Muito pouco para as duas equipes.

Se a primeira etapa foi morna, a segunda etapa foi um pouco mais quente, mas ainda assim com os times pecando muito na parte técnica. A Chapecoense consegui levar perigo em algumas oportunidades, mas aos poucos o Atlético-MG foi crescendo fisicamente e por pouco não fez seu gol. No entanto, aos 48 minutos, Doffo decretou a vitória da Chape em chute desviado, que encobriu Leonardo Silva.

O argentino Doffo, em seu oitavo jogo no Brasileirão, marcou seu terceiro gol pela Chape, sendo o segundo jogo seguido. O argentino vem sendo figura importante para o time catarinense nesta reta final de Campeonato Brasileiro.

A vitória foi muito importante para Chape, que deixou o Z-4 e chegou aos 31 pontos, na 14ª posição. O Atlético-MG, com 45 pontos, segue na 6ª posição e perdeu boa chance de encostar nas equipes da frente.

As duas equipes voltam a campo apenas no próximo domingo. Às 11h (de Brasília), novamente em Chapecó, a Chapecoense recebe o Vitória em duelo direto pela briga contra o rebaixamento. Já o Atlético-MG joga mais tarde, às 19h, no Independência, contra o América-MG.

Globo Esporte