Claudinei elogia estadual, mas reclama da arbitragem: “Erros grotescos”

avai

Na noite desta quinta-feira, pela quinta rodada do returno do estadual, o Avaí venceu o duelo contra o Joinville por 1 a 0. Mas, apesar dos três pontos conquistados, o treinador do Leão questionou muito a arbitragem pelo pênalti não marcado no segundo tempo de jogo. Em entrevista coletiva, outro ponto citado por Claudinei Oliveira foi a falta de acréscimos no primeiro tempo da partida.

– Até que ponto a questão de o Avaí ganhar direto o campeonato está incomodando? Erros acontecem. Os auxiliares erram no Brasil inteiro, mas têm lances que não dá para errar. Há quanto tempo que vocês não veem um jogo sem acréscimo nenhum? No primeiro tempo teve o atendimento do Denilson, teve o atendimento do jogador do Joinville, teve uma substituição, e quando deu 44 (minutos) e 50 (segundos) ele acabou o jogo. A gente questiona algumas coisas. Erros acontecem, mas erros grotescos como vimos a favor de algumas equipes e, hoje, contra o Avaí, a gente tem que tomar cuidado. O Avaí não tem culpa de poder conquistar o segundo turno e não ter final – disse o técnico.

O treinador do Leão também afirmou que considera o Campeonato Catarinense um dos melhores do país, mas teme pela credibilidade da competição. Claudinei fez um apelo e pediu para os melhores árbitros serem escalados em jogos mais importantes.

– É um campeonato muito bom, já disputei alguns regionais na minha carreira, fizemos um clássico domingo. Motiva o torcedor, o torcedor motiva a imprensa. O Catarinense é um campeonato sensacional, times pequenos como o Brusque fazem boa campanha. Então as coisas têm que ser decididas dentro de campo de uma maneira justa. Não estou julgando o caráter de ninguém, não estou julgando erros de ninguém. Só peço um pouco de cuidado com quem a gente coloca para apitar, para colocar sempre os melhores árbitros nos jogos mais importantes para a credibilidade do campeonato não ser colocado em dúvidas.

Na próxima rodada do returno do Campeonato Catarinense, o Avaí viaja para enfrentar o Brusque. A partida acontece no domingo, 2 de abril, às 16h, no estádio Augusto Bauer.

CONFIRA OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA COLETIVA DE CLAUDINEI OLIVEIRA:

CHORO DE VENCEDOR
O que está mais fácil se encaminhar para decisão do campeonato? Hoje, para decidir com o Avaí é a Chapecoense. Um empate do Figueirense ajuda a Chapecoense? Não sei, ninguém discute o mérito da Chapecoense, mereceu ganhar o jogo da gente. É chato ficar falando dessas coisas. Não dá para dizer que é choro de perdedor, pois ganhamos o jogo.

PÊNALTI NÃO MARCADO
A gente sente as coisas estranhas. Vem para um jogo que o árbitro nunca marca pênalti para o Avaí. Pênalti é pênalti. Fui alertado ontem por um vizinho do prédio, hoje pela comissão técnica, pelo Marquinhos. Dito e feito. Será que foi coincidência e todos estão errados? Vamos acreditar que sim.

O JOGO
Sabemos a qualidade do Joinville. Tivemos uma semana de trabalho prejudicadas pela chuva. No começo de jogo procuramos fazer as coisas mais aceleradas do que estamos acostumados. Leandro (Silva), (Diego) Jardel e Judson, os três sem ritmo, até entenderem posicionamento, entenderem o jogo…então o Joinville aproveitou isso. Quando os jogadores foram entendendo melhor o posicionamento, fomos criando e buscando nossas chances. Os dois times tiveram chances, mas fomos felizes no final com o gol.

PLANEJAMENTO
O Avaí perdeu dois clássicos que tinha ganho no primeiro turno. Clássico, o nome já fala. É normal. Ninguém tem um super time para dizer que vai ganhar de todo mundo no campeonato inteiro. Temos um elenco enxuto, estamos seguindo o planejamento à risca. Temos os salários em dia, porque fizemos um elenco que permite isso. Jogamos com jogadores da base, o Devid entrou hoje e quantos outros já participaram. Nos propusemos a fazer esse trabalho. Nem sempre o caminho mais fácil é o correto. Estamos fazendo mais difícil. É fácil chegar aqui, subir e falar para o presidente que quero trazer cinco jogadores da minha confiança, aí o clube não consegue pagar, fica em uma situação financeira difícil. Não teve nenhum resultado fora do normal no returno. Se ganharmos todos os próximos jogos vamos fazer uma campanha melhor que no turno. E vamos ver até onde a Chapecoense chega também. Não quer dizer que vamos ganhar todos os jogos, mas vamos lutar para isso.

AJUSTES NO TIME
Comentamos no intervalo que o Leandro não tinha que se sentir com a responsabilidade de atacar o tempo todo. O lateral deles tinha amarelo, então nós forçando com o Denilson e o Capa, o lateral deles estava em uma situação de não poder parar a jogada em alguns momentos, ou podíamos até forçar uma expulsão do atleta deles. Acho que o Fabinho tentou corrigir isso. É isso, no começo do jogo eles estavam tendo facilidade para sair com a bola, mudamos a marcação. Adiantamos o Judson e seguramos o Luan, para dificultar a saída de bola deles. Você vai entendendo o jogo conforme vai acontecendo.

FIGUEIRENSE X CHAPECOENSE
Eu não gosto de torcer contra ninguém. As coisas são como tem que ser. Claro que tem resultados melhores e piores para você. Já sofro tanto no meu jogo, que não me permito sofrer no dos outros. Não ou torcer para a nem para b. Tanto o Mancini como o Márcio são colegas de trabalho e vamos torcer para que seja um bom jogo, que  se possível o resultado nos ajude.

KOZLINSKI
Tem uma coisa que se chama empatia, que é se colocar no lugar dos outros. O comandante tem que ter essa empatia com os atletas. É um jogador que nós ajudou, fez boas partidas, foi melhor em campo em vários jogos, seleção da rodada em várias rodadas.Daí daqui a pouco ele falha e aí tiro minha responsabilidade digo que perdemos por causa do Kozlinski. Não é o perfil de liderança que eu exerço. O Kozlinski tem crédito. Espero que vocês gastem tanto tempo elogiando como gastaram criticando. É fácil tirar o peso das suas costas e jogar na dos outros, se depender de eu cometer uma injustiça para me prevalecer ou garantir meu emprego, vão ter que esperar outro técnico treinar o Avaí, porque o Claudinei não vai fazer isso.

Globo Esportes