Com um a menos, Chapecoense perde de algoz do São Paulo no último lance

chape

Com um jogador a menos em todo o segundo tempo, a Chapecoense ia arrancando um empate por 0 a 0 contra o Defensa y Justicia no estádio Norberto “Tito” Tomaghello, nesta quarta-feira. Porém, um gol de Nicolás Stefanelli no último lance do jogo determinou a vitória dos mandantes por 1 a 0, no confronto de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana.

Com um jogador a menos em todo o segundo tempo, a Chapecoense ia arrancando um empate por 0 a 0 contra o Defensa y Justicia no estádio Norberto “Tito” Tomaghello, nesta quarta-feira. Porém, um gol de Nicolás Stefanelli no último lance do jogo determinou a vitória dos mandantes por 1 a 0, no confronto de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana.

Agora, a atual campeã do torneio receberá o time argentino – que disputa uma competição continental pela primeira vez em sua história e que eliminou o São Paulo na etapa anterior – na Arena Condá. O duelo de volta será apenas em 25 de julho.

Antes disso, a equipe catarinense direcionará suas atenções para o Campeonato Brasileiro, no qual vem de três derrotas seguidas (para Botafogo, Flamengo e Atlético-MG). O time comandado por Vagner Mancini visitará o Fluminense no estádio Giulite Coutinho, na segunda-feira, 20h (de Brasília).

Enquanto isso, o Defensa y Justicia, que terminou o Campeonato Argentino na décima colocação, terá um mês sem compromissos oficiais.

  • Jogo sonolento

Em um primeiro tempo pouco empolgante, as duas equipes pouco fizeram e quase não tiveram chances. Uma rara oportunidade dos visitantes se deu aos 11min, quando Reinaldo cobrou falta de perto da área e viu Arias, no meio da meta, espalmar para escanteio.

Aos 40min, André Rios cabeceou após levantamento, e Jandrei defendeu. Era muito pouco para tirar o zero do placar.

  • Um a menos e gol no fim

Na volta do intervalo, a equipe catarinense viu sua situação se complicar aos 7min, quando Andrei Girotto cometeu falta, recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso de campo. A diferença numérica, no entanto, não mudou o panorama do confronto, que seguia sonolento e quase sem ocasiões de gol.

Na parte final, os argentinos até esboçaram uma pressão. Aos 29min, Jandrei fez a defesa em chute rasteiro de Bouzat. Dois minutos depois, Delgado teve conclusão bloqueada pela marcação, e, na sequência do lance, Rivero veria seu cabeceio parar no goleiro adversário.

Aos 39min, Lucas Marques até tentou surpreender Arias com um chute do meio de campo, mas mandou para fora. Já aos 43min, Stefanelli desviou de cabeça de longe e mandou perto do alvo.

Embora os mandantes tivessem começado a atacar mais, o empate parecia encaminhado. Parecia. Após levantamento na área e vacilo da defesa catarinense, o atacante Stefanelli, que entrou em campo aos 14min do segundo tempo, completou de cabeça da pequena área, definindo o triunfo dos argentinos.

Espn/Gazeta Press