Contra ‘misto’ do Internacional, Santos vence por 2 a 1 e mantém duelo aberto na Copa do Brasil

inter

Jogando contra a equipe “mista” do Internacional, a torcida esperava o Santos amassando o Colorado nesta quarta-feira (28 de setembro), na Vila Belmiro, pelo confronto de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Por 10 minutos, o alvinegro conseguiu esse feito e abriu 2 a 0 no marcador, com Copete e Rodrigão. Porém, os gaúchos contaram com a estrela de Vitinho e Seijas, diminuíram o placar e seguem vivos na disputa para avançar no torneio mata-mata.

Agora, as duas equipes se enfrentam só no próximo dia 19 de outubro, às 21h45, no Beira-Rio. E apesar da derrota, o Colorado precisa vencer por apenas um gol de diferença para chegar na semifinal da Copa do Brasil, pois tem a vantagem do tento marcado fora de casa.

Como o confronto de volta só acontece em poucos mais de 20 dias, Inter e Santos voltam suas atenções para o Campeonato Brasileiro. No G4 e brigando na parte de cima da tabela, com 45 pontos, o Peixe recebe o Atlético-PR, no próximo sábado, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro.

No mesmo dia, mas às 21h (de Brasília), o Colorado encara o Figueirense, no Beira-Rio. Com apenas 27 pontos e na zona de rebaixamento, o Inter encara o jogo contra o Figueira como uma ‘decisão’, pois a equipe de Santa Catarina é a primeira fora do Z4, com 31 pontos.

Peixe domina, mas Inter assusta

Apesar de vir com os reservas e estar em um momento difícil, o Inter teve a primeira grande chance na Vila Belmiro. Logo com um minuto de jogo, Nico López roubou a bola de Thiago Maia, partiu para cima da zaga e chutou para fora, perto do gol de Vanderlei. Mas o Santos não deixou barato e respondeu na sequência, em chute de fora da área de Lucas Lima, defendido por Danilo Fernandes.

Após as oportunidades iniciais, o Santos passou a dominar o meio de campo e buscava espaços para abrir o placar. Já o Colorado limitava-se a apostar nos contra-ataques. Porém, quem assustou novamente foi a equipe gaúcha. Aos 18 minutos, o meia Valdívia arriscou de longe. A bola passou muito perto da trave de Vanderlei.

Com o decorrer do primeiro tempo, o Peixe continuava com a bola, trocava diversos passes, mas não conseguia entrar na área adversária. A dificuldade era tanta que os santistas passaram a arriscar de longa distância. Os chutes, porém, passaram longe da meta de Danilo Fernandes. A melhor das oportunidades saiu dos pés de Rodrigão. Após bela jogada de Vecchio, a bola sobrou para o atacante, que chutou de primeira. A bola desviou na zaga e saiu para escanteio.

Antes do apito final, Marquinhos ainda perdeu uma boa chance para o Colorado e Lucas Lima desperdiçou outra para o Santos. Mas nada que mudasse o placar na Vila.

Alvinegro desencanta, mas Inter diminui

Assim como na primeira etapa, o Inter voltou do intervalo perdendo boa oportunidade logo no primeiro minuto. Após cruzamento de Valdívia, Ernando conseguiu a cabeçada e assustou o goleiro Vanderlei. Porém, quem abriu o placar foi o Santos.

Aos quatro minutos, Lucas Lima deu belo passe para Zeca. O lateral-esquerdo entrou na área e achou Copete. O colombiano apareceu entre os zagueiros colorados e tocou para o fundo das redes.

Com o placar adverso, o Inter recuou ainda mais e chamou o Santos para o seu campo. E a equipe santista não perdoou. Logo aos 10 minutos, Victor Ferraz e Lucas Lima fizeram linda tabela. O camisa 10 deixou o lateral-direito livre dentro da área, que apenas rolou para Rodrigão. De primeira, o atacante soltou uma bomba, ampliando o marcador para o Peixe.

Mesmo vencendo por 2 a 0, os comandados de Dorival Júnior continuaram apertando o Colorado, que não demonstrava reação. Para tentar mudar o quadro da partida e diminuir o placar, Celso Roth colocou Vitinho no lugar de Marquinhos. Deu certo!

Aos 29 minutos, após falta duvidosa marcada pelo árbitro Gilberto Rodrigues Castro Junior, Vitinho cruzou rasteiro dentro da área. O meia Seijas desviou de letra e a bola ainda bateu na trave esquerda de Vanderlei antes de morrer no fundo da rede, diminuindo o prejuízo do Inter na Vila.

O Santos sentiu o gol marcado pelo Inter. Apesar de seguir em vantagem no placar, a equipe santista perdeu o ímpeto que teve no começo da segunda etapa. Mesmo dominando o meio de campo, o Peixe encontrou dificuldades para chegar dentro da área adversária e não assustou mais o goleiro Danilo Fernandes até o apito final.

Fox Sports