Diretoria protesta contra arbitragem do clássico diante do Vasco

botafogo-715-divulgacao

A diretoria do Botafogo tomará atitudes em relação à arbitragem de Rodrigo Nunes de Sá no clássico do último domingo (27 de março) diante do Vasco. A intenção é formalizar um protesto à Comissão de Arbitragem de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Coaf-RJ) contra o juiz e seus auxiliares, Luiz Cláudio Regazone e Diogo Carvalho Silva.

Os mandatários alvinegros reclamam de um gol anulado de Ribamar, de um pênalti cometido por Rodrigo sobre o mesmo Ribamar e a não expulsão do zagueiro vascaíno por ter insistido em lances violentos quando já tinha sido advertido com cartão amarelo.

O árbitro é apontado como reincidente porque Rodrigo Nunes de Sá já havia tomado atitudes contestadas pelo Botafogo no empate diante do Volta Redonda, no Campeonato Carioca do ano passado. A diretoria alvinegra espera que os três não sejam mais escalados para os jogos da equipe no campeonato estadual.

 

Desfalque – O zagueiro Emerson é dúvida para o confronto diante do Volta Redonda, quarta-feira, em São Januário. O jovem jogador sentiu um desconforto no músculo anterior da coxa direita, no segundo tempo do clássico deste domingo. Renan Fonseca e Emerson Silva vão disputar uma vaga ao lado de Joel Carli.

Os jogadores se reapresentaram na tarde desta segunda-feira em General Severiano. Os titulares fizeram trabalho regenerativo na academia, enquanto os reservas treinavam no campo.

 

Fox sports