Dourado ceifa na estreia, Fla vence o Botafogo e vai à fina

Dourado ceifa na estreia, Fla vence o Botafogo e vai à final da Taça Guanabara

O bloco rubro-negro mostrou harmonia em Volta Redonda. Com uma atuação muito superior, o Flamengo venceu o Botafogo por 3 a 1, no Raulino de Oliveira, e está na final da Taça Guanabara. O adversário será o Boavista. Para a alegria dos foliões, teve gol do estreante Henrique Dourado, que comemorou com a tradicional “ceifada”. Everton e Vinícius Jr. completaram. Kieza descontou para o Alvinegro.

Com a vitória, o Flamengo vai enfrentar o Boavista, no domingo (18), na decisão da Taça Guanabara. O local a ser confirmado é o Engenhão

Parecia que apenas um time tinha entrado em campo, tamanho o domínio do Flamengo no primeiro tempo. Foram nove finalizações, contra nenhuma do Botafogo nos primeiros 45 minutos. Em uma delas, Paquetá, com boa atuação, carimbou o travessão em cobrança de falta. De tanto insistir, o Rubro-Negro conseguiu sair na frente com cabeçada de Everton, aos 35.

Na volta do intervalo, o panorama pouco mudou. O Flamengo com a bola, e o Botafogo visivelmente nervoso em campo. Aos 3 minutos, Henrique Dourado recebeu de Paquetá e, de perna direita, mandou no canto de Jefferson. Gol e comemoração com direito a ceifada. Mas o Rubro-negro pisou no freio. O Alvinegro melhorou um pouco com as entradas de Renatinho e Kieza, e foi justamente em jogada da dupla, que conseguiu diminuir. Kieza marcou seu primeiro gol com a camisa do Botafogo e deu um sopro de esperança ao torcedor. No fim, no entanto, Vinícius Jr. acertou belo chute de fora da área e assegurou a classificação.

Felipe Conceição não resistiu a mais uma derrota e não será mais o treinador do Botafogo. Ele ficou apenas sete jogos no comando. O clube informou que vai anunciar o novo técnico ao longo da semana.

Em nenhum momento a classificação do Flamengo pareceu ameaçada, mas foi Vinícius Jr. quem selou a vaga na final, com um golaço de fora da área aos 48 minutos do segundo tempo. Na comemoração, o atacante repetiu o gesto de “chororô” de Souza Caveirão. O clima esquentou, e Vinícius recebeu amarelo.

 

Globo Esporte