Feijão evita lamentar derrota e comemora melhor ranking da

Feijão evita lamentar derrota e comemora melhor ranking da carreira

feijão-joão-souza-rio-open-640x480-divulgação-andré-valle

 

O brasileiro João ‘Feijão’ Souza foi eliminado nas quartas de final do ATP 500 do Rio de Janeiro ao cair diante do austríaco Andreas Haider-Maurer na noite da última sexta-feira (20). Derrotado em três sets, o tenista sul-americano preferiu comemorar o melhor ranking da carreira a lamentar o revés.

“Faltou ganhar, não foi para o meu lado hoje. Não posso desanimar com essa derrota. Saio daqui triste, mas muito confiante. Do outro lado da quadra também tem um cara querendo ganhar e jogando tão bem quanto eu”, declarou o pupilo do técnico Ricardo Acioly, o Pardal.

Na melhor fase de sua carreira, Feijão alcançou a semifinal o ATP 250 de São Paulo e, no Rio de Janeiro, pela primeira vez na carreira, venceu partidas na chave de um ATP 500. Na capital paulista, ele conseguiu suas duas maiores vitórias, contra o eslovaco Martin Klizan (38º) e diante do argentino Leonardo Mayer (30º).

Com o sucesso nas duas últimas semanas, Feijão, atual 88º colocado do ranking mundial, deve alcançar o top 80 de forma inédita, superando o 84º posto, logrado em setembro de 2011. Animado, o tenista já faz planos pensando em sua nova posição na lista.

“Não tem o que lamentar. Com a campanha aqui, vou atingir minha melhor posição no ranking, podendo jogar mais torneios ATP e também entrando direto nos Grand Slams. Acho que foi um bom começo de ano, está saindo como tinha planejado”, declarou.

Nos próximos dias, João Zwetsch, capitão do Brasil na Copa Davis, deve confirmar a convocação de Feijão para o confronto com a Argentina, pelo Grupo Mundial, com início previsto para 6 de março, em Buenos Aires. Na sequência, o tenista planeja participar do Challenger de Santiago e do quali para o Masters 1000 de Miami.

Fox Sports

Deixe seu comentário