Figueirense empata sem gols com o Grêmio e se complica no Brasileiro

figueirense-marquinhos-santos-950x715

A situação do Figueirense fica cada vez mais difícil no Campeonato Brasileiro. Sem vencer a cinco jogos na competição, a equipe chegou à sexta partida sem triunfar no empate sem gols com o Grêmio em Santa Catarina e se distanciou ainda mais do Internacional, primeira equipe fora da zona de rebaixamento.

Sobre forte vaia de sua torcida, o Figueira teve a melhor oportunidade do jogo, com cabeçada de Rafael Moura, mas Marcelo Grohe foi melhor no lance e salvou o Grêmio. A partida foi marcada por pouca criação de ambas as equipes.

Jogando com uma equipe mista visando poupar seu elenco para a semifinal da Copa do Brasil, Renato Gaúcho deu chance para alguns garotos da base, como Lincoln, que entrou no segundo tempo. Bolaños ainda recebeu o terceiro amarelo e será desfalque contra o Sport.

Com o resultado, o Figueira segue na 18ª colocação, com 33 pontos, cinco a menos que o Internacional. O Grêmio, por sua vez, é o 8º, com 49 tentos, a dois do G6 da competição. Na próxima rodada, o Tricolor gaúcho recebe o Sport, enquanto o Figueira viaja até Chapecó para o clássico contra a Chapecoense.

O Jogo – O primeiro lance de perigo no Orlando Scarpelli foi do Figueira. Aos 10 minutos, após bate rebate no setor defensivo, Lins dominou pelo lado direito e cruzou. Rafael Moura armou um voleio, bateu forte e a bola saiu à esquerda do gol de Marcelo Grohe.

Sete minutos mais tarde, o Grêmio respondeu. Kaio achou Guilherme, que levou a bola para a perna direita e chutou sem força. A bola desviou na zaga do alvinegro e saiu pela linha de fundo.

Aos 23, o Grêmio teve uma boa oportunidade perto da área. Quase sem ângulo, Negueba cobrou falta colocada e acertou a trave de Gatito Fernandez.

Lins voltou a preocupar a defesa tricolor aos 30. O atacante dominou a bola no canto direito, limpou Bolaños, deu uma caneta em Iago e cruzou, mas a defesa do Grêmio afastou na pequena área.

A melhor chance da primeira parcial aconteceu aos 43. Em cobrança de escanteio, Rafael Moura subiu melhor que os marcadores e testou firme no meio do gol. Com o reflexo apurado, Marcelo Grohe espalmou e impediu o gol do Figueira.

O primeiro lance perigoso do segundo tempo aconteceu aos 9. Everton foi derrubado perto da área. Na cobrança, Iago bateu colocado e a bola quicou na frente de Gatito, que segurou com firmeza.

Aos 24 minutos, Bolaños calçou Bruno Alves fora do lance e recebeu o cartão amarelo. Foi o terceiro cartão do equatoriano, que ficará de fora da próxima partida.

Já nos acréscimos, o Grêmio teve uma última chance para vencer. Lincoln acertou passe em profundidade, Batista dominou e tentou cortar Gatito, mas o goleiro se recuperou e defendeu bem para impedir o gol.

Fox Sports