Fla derruba Vitória de Ney Franco, engata a quinta vitória seguida e já é o nono

escudo-do-flamengo-1318870496897_300x300

Mudou o campeonato, mudou a postura de novo. A derrota acachapante de 3 a 0 para o Coritiba pela Copa do Brasil ficou para trás e o Flamengo, de novo com o time titular, venceu o Vitória por 2 a 1, fora de casa, e engatou o quinto triunfo consecutivo no Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time rubro-negro saltou duas posições na tabela e já é o nono, com 25 pontos, oito acima da zona de rebaixamento.

A degola, agora, é com o Vitória. O time teve a estreia de Ney Franco, demitido do rival Flamengo, e perdeu mais uma, permanecendo na laterna com 15 pontos conquistados. Na próxima rodada, o Flamengo recebe o Grêmio, sábado, às 18h30, no Maracanã. Já o Vitória vai até São Paulo, também no sábado, onde enfrenta o Santos, às 18h30, no Pacaembu.

O jogo

Vitória começou a partida mais no campo do Flamengo. Com dois minutos, Caio disparou pela intermediária, driblou dois jogadores, entrou na área e a bola sobrou para Dinei, que caiu. Os jogadores do vitória pediram pênalti, mas o árbitro Anderson Daronco.

O Vitória tinha um pouco mais de posse de bola, mas mostrava limitações e dava espaços. E que espaços. Logo o Flamengo notou que atacar pela esquerda, na Avenida Ayrton, seria boa solução. Por ali, Everton ganhou disputa de bola aos 14 minutos, avançou, entrou na área e bateu cruzado, mas a bola bateu na trave e voltou para o goleiro Fernández.

O Vitória respondeu em seguida, com cruzamento de Caio par Dinei, que se esticou todo e quase tocou na bola, assustando o Flamengo. O time carioca tinha vantagem, no entanto, nos erros bobos do time de Ney Franco. Com 18 minutos, Luís Aguiar errou cabeçada, a bola foi para trás e sobrou para Paulinho.

Livre, leve e solto, o atacante do Flamengo podia escolher a jogada, mas se precipitou com a aproximação dos zagueiros adversários e tentou encobrir o goleiro Fernández, mas a bola foi para fora. No vaivém do jogo, Dinei perdeu boa chance em cobrança de falta na área. Aí veio a reposta do outro lado…e que resposta.

Aos 32 minutos, Everton cobrou escanteio na área, Marcelo subiu mais alto que Roger Carvalho e mandou de cabeça para o fundo da rede de Fernández. Flamengo 1 a 0. O gol deu mais tranquilidade ao time carioca, que controlava as ações e, logo em seguida, ainda perdeu mais uma chance com um cruzamento na área, que Alecsandro perdeu.

No fim da primeira etapa, o Flamengo acabou punido por perder tantas chances. Caio recebeu bola pela ponta direita do ataque do Vitória, tentou entrar na área e, no bate-rebate, a bola encobriu Paulo Victor. 1 a 1. Sem maiores emoções, os times desceram para o intervalo.

Na volta para o segundo tempo, sem mudanças, mas ao menos a emoção retornara. As duas grandes primeiras chances da etapa final tiveram os mesmos protagonistas. Everton no ataque do Flamengo, pela esquerda, para Márcio Araújo. No primeiro lance, ele completou para o gol, mas a bola parou em Fernández.

No segundo lance, aos cinco minutos, Márcio Araújo completou, o goleiro defendeu e, no rebote, o camisa 8 do Flamengo tentou de cabeça. Fernández espalmou de novo e a bola ainda bateu na trave. O clima de tensão tomou conta do Barradão.

Aos sete minutos, todos prenderam o fôlego quando Ayrton cruzou da direita, Caio cabeceou na pequena área e Paulo Victor, no reflexo, afastou a bola com o pé, em boa defesa. O Flamengo acionava sempre o lado esquerdo, com Everton. Mas vanderlei Luxemburgo decidiu modificar. De uma tacada só, tirou Márcio Araújo e Paulinho para as entradas de Gabriel e Mugni. O volume de jogo do time carioca aumentou.

O Flamengo, então, foi chegando mais ao gol adversário. Aos 22 minutos, Gabriel teve boa chance dentro da área, ajeitou a bola, bateu forte de esquerda, mas a bola desviou em Luiz Gustavo e subiu. Na cobrança de escanteio, a bola sobrou para Mugni, que jogou a bola na área. Juan colocou a mão na bola e Anderson Daronco assinalou pênalti. Alecsandro, com categoria, cobrou aos 25 minutos, com bola do lado e goleiro do outro. 2 a 1.

Seis minutos depois, no entanto, vento que bate lá, bate cá. Bola lançanda na área, Marcelo colocou a mão na bola. Pênalti cobrado por Juan, mas Paulo Victor defendeu no canto esquerdo, para delírio do time carioca. O desperdício da cobrança foi um balde de água fria para o Vitória. Luxemburgo, então, promoveu a estreia de Elton, no lugar de Alecsandro. O Flamengo, tranquilo, engatou a quinta vitória no Brasileiro e segue subindo. Agora, resta a tarefa da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 1X2 FLAMENGO

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 31 de agosto de 2014
Horário: 18h30
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Alexandre Kleiniche (RS)
Cartões amarelos: Alecsandro, Wallace e Everton (FLA) e Richarlyson e Escudero (VIT)
Gols: Marcelo (FLA), aos 32 minutos, Caio (VIT), aos 39 minutos do primeiro tempo; Alecsandro (FLA), aos 25 minutos do segundo tempo.

VITÓRIA: Fernández; Ayrton, Luiz Gustavo, Roger Carvalho e Juan; Richarlyson, Luís Aguiar (Adriano), Marcinho e Escudero (Marcos Junio); Dinei e Caio (Willie)
Técnico: Ney Franco

FLAMENGO: Paulo Vicor; Léo Moura, Marcelo, Wallace e João Paulo; Cárceres, Márcio Araújo (Gabriel), Canteros e Everton; Paulinho (Lucas Mugni) e Alecsandro (Elton)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

ESPN

Deixe seu comentário