Flamengo vence o Goiás fora de casa e fica por um empate da final da Copa do Brasil

Esmeraldino não contou com Walter na primeira partida da semifinal da competição na noite desta quarta-feira, no Serra Dourada. Jogo de volta é na próxima semana no Maracanã.

 

O Flamengo venceu o Goiás por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no Serra Dourada, pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. O Esmeraldino não contou com o atacante Walter, que ainda não se recuperou de lesão, mas o Rubro-Negro nem ligou para isso. Os gols do time carioca foram marcados por Paulinho e Chicão. Vitor descontou para a equipe goiana.

 

Com o resultado, o Flamengo poderá empatar o segundo jogo que irá para a final da Copa do Brasil e até perder por 1 a 0. Caso o Goiás vença por 2 a 1, teremos a disputa de pênalti. A partida de volta irá acontecer na próxima quarta-feira, também às 21h50, no Maracanã. Porém, vale lembrar que no fim do primeiro tempo um sinalizador no lado da torcida do Rubro-Negro paralisou o jogo e foi citado pela arbitragem na súmula. Este fato pode gerar perda de mando de campo ao clube após a análise do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

 

O JOGO

Os primeiros minutos da partida não foram animadores para nenhuma das equipes. O Goiás errava muitos passes e o Flamengo não conseguia desenvolver a jogada para chegar ao campo de ataque. Os jogadores, com isto, passaram a tentar lances individuais para que o perigo fosse levado ao time adversário.

 

Logo na primeira vez que uma jogada deste tipo deu certo, o gol acabou saindo e foi para o Flamengo. Aos 25 minutos, Paulinho tabelou pela esquerda com André Santos, recebeu novamente dentro da grande área, passou facilmente por Rodrigo e chutou para o gol na saída de Renan. Um golaço, Flamengo 1 a 0.

 

Atrás do marcador, o Goiás se mandou todo para o ataque em busca do empate e criou três oportunidades. Na primeira, aos 30 minutos, Roni chutou com perigo e acertou a rede pelo lado de fora. Na segunda, aos 32, Eduardo Sasha finalizou após passe de Vitor e Paulo Victor fez boa defesa. Já na terceira, aos 38, o Esmeraldino teve maior sorte e empatou. Elias falhou na saída de bola, Junior Viçosa recuperou e tocou para Vitor, que dominou e bateu no canto do goleiro do Flamengo, igualando o placar em 1 a 1.

 

Mas o torcedor do Goiás não teve tempo para comemorar o gol de empate. Dois minutos após, Chicão cobrou falta com perfeição no canto direito do goleiro Renan e colocou o Flamengo novamente na frente do placar. O Goiás até tentou nos acréscimos igualar de novo o marcador em cabeçada de Hugo, mas a bola foi para fora. O Rubro-Negro acabou indo para o intervalo com a vitória parcial em 2 a 1.

 

O segundo tempo começou bastante movimentado, principalmente pelo fato do Goiás jogar em casa e não querer levar um grande prejuízo para a partida de volta, na próxima semana, que irá dar a vaga para a decisão da Copa do Brasil. Aos seis e sete minutos, o time goiano tentou isto, mas sem muito sucesso, primeiro em chute de Rodrigo e depois em finalização de Júnior Viçosa.

 

Uma pequena confusão aos 23 minutos da etapa final paralisou a partida por poucos minutos. Rodrigo e André Santos acabaram se desentendendo e trocaram empurrões, mas a arbitragem acabou não penalizando eles e sim outros dois envolvidos: Hugo, pelo Goiás, e Chicão, pelo Flamengo, que receberam cartões amarelos. O cartão de Hugo, inclusive, foi o terceiro e ele não enfrenta o Rubro-Negro na partida de volta na próxima quarta-feira.

 

A partir da metade do segundo tempo, o Flamengo praticamente abdicou das jogadas ofensivas e o Goiás acabou predominando na criação dos lances de perigo. Aos 33 minutos, Paulo mandou bonito para o gol após cruzamento de Vitor e a bola passou muito perto da trave esquerda defendida pelo goleiro Paulo Victor.

 

Mais dois lances perigosos do Goiás aconteceram nos minutos finais. Aos 39, Welinton Júnior chutou forte e a bola passou perto da trave direita de Paulo Victor. E aos 41, novamente Welinton Júnior desviou após cruzamento de Renan Oliveira e a bola foi para fora. Ele foi puxado pelo volante Diego Silva, pediu a marcação de penalidade, mas a arbitragem mandou a partida seguir.

 

 

Foto: Divulgação

Publicado em 30/10/13- por: LANCE!NET.

 

 

Deixe seu comentário