Giovanni faz milagres, Atlético-MG passa pelo Inter e vai à semifinal da Primeira Liga

galo

Reforçado por Marcos Rocha, Valdívia, Robinho, Clayton e Fred, o Atlético-MG venceu o time reserva do Inter por 1 a 0 na noite desta quarta-feira pela Primeira Liga, no Beira-Rio, e está na semifinal da competição. O gol foi marcado por Clayton, ainda no primeiro tempo. O Galo aguarda agora o vencedor de Flamengo e Paraná para conhecer o adversário e também pode colocar o triunfo da conta do goleiro Giovanni, que operou milagres em Porto Alegre. As semifinais devem ocorrer no fim de semana.

A etapa inicial dava sono. As equipes abusavam dos passes errados e não levavam perigo aos gols de Marcelo Lomba e Giovanni. Nos últimos minutos, o Galo adiantou a marcação e começou a incomodar. Aos 39, Fred avançava com a bola, quando caiu toque de Alex Santana. O árbitro mandou o jogo seguir porque chegou até Clayton, que arriscou. A bola desviou e morreu no fundo da rede de Lomba. O Inter tentou o empate com Camilo em cobrança de falta, mas o golerio do Atlético-MG não permitiu.

Guto Ferreira trocou Alex Santana por Edenílson. Logo aos quatro, Carlos dividiu com Giovanni na área, caiu e os colorados pediram pênalti, não marcado. Nico López de um lado, e Fred, do outro, tiveram chances. Aos 21, Giovanni começou a operar milagres. Primeiro, em cabeçada de Sasha, depois em três defesas seguidas durante bombardeio colorado no fim do jogo. Gabriel também salvou em cima da linha. Na pressão, o Inter ainda acertou a trave com Nico. Porém, a meta mineira estava fechada para gols.

Em busca de poder de fogo, o técnico Rogério Micale pediu o retorno de Clayton, emprestado ao Coritnhians e pouco aproveitado em São Paulo. Em sua segunda partida na volta ao Galo, o atacante decidiu em um belo chute de fora da área, aos 39 do primeiro tempo. Ele aproveitou a sobra de um lance que Fred conduzia, mas acabou derrubado por Alex Santana. A bola respingou e caiu nos pés de Clayton, que ajeitou e mandou no canto direito de Marcelo Lomba.

A partida se encaminhava para o fim quando o goleiro Giovanni resolveu operar milagres no Beira-Rio. Aos 42, Sasha pegou de primeira uma rebatida e soltou a bomba no canto direito, Giovanni voou para espalmar. Roberson apareceu no rebote e bateu cruzado, tentando o meio da área. O goleiro rebateu. Na sequência, Giovanni se atirou nos pés de Nico López, que engatilhava o terceiro chute.

O Inter vendeu muito caro a derrota em casa. Em outra sequência de lances, aos 32 do segundo tempo, Nico López chutou após a bola ser afastada parcialmente pela defesa. Antes de ela entrar, Gabriel se atirou e salvou o Galo. Mas Roberson estava lá para tentar de novo. Dessa vez, Bremer afastou o perigo de cabeça.

Giovanni: “Me dedico ao máximo. Isso mostra a capacidade dos goleiros. Graças a Deus, consegui. Na hora, a gente consegue salvar. Vai para toda minha família”.

Globo Esportes