Gol, boa atuação e cartão por reclamação: a volta de Gabigol ao Santos

Os torcedores do Santos, que passaram as últimas semanas sob expectativa pela estreia de Gabigol, tiveram a paciência recompensada neste sábado. Contra a Ferroviária, em Araraquara, o atacante finalmente entrou em campo e teve boa atuação no empate em 2 a 2.

Titular, o jovem atacante de 21 anos ficou no gramado por 80 minutos, se movimentou bastante, fez gol, teve outras duas chances que desperdiçou e ainda tomou um cartão amarelo por reclamação. O pacote completo.

Vestido com a camisa 10, Gabriel atuou como “9”, como explicou o técnico Jair Ventura antes de a partida começar:

– Começa na função de “9”, com liberdade para trocar, vamos jogar com três atacantes – disse o treinador.

Com Arthur Gomes pela direita e Sasha pela esquerda, Gabigol jogou centralizado no ataque alvinegro. Mas teve liberdade para inverter de posição com os companheiros.

 Enquanto esteve em campo, foi a referência do setor ofensivo. Ao deixar o gramado, aos 35 minutos do segundo tempo – Yuri Alberto entrou – era o principal passador do Santos, com 54 passes certos, só dois errados.

Gabigol ainda cumpriu o papel que se espera dele: três finalizações, um gol.

 O gol saiu aos 20 minutos do segundo tempo, numa grande jogada de Daniel Guedes pela direita. O lateral avançou, tocou para o atacante, que se livrou do defensor na entrada da área e tocou no canto direito do goleiro Tadeu.

Em outras duas oportunidades, porém, desperdiçou. No primeiro tempo, finalizou mal e o goleiro espalmou. No segundo, pouco depois de marcar, recebeu de Sasha e tentou driblar Tadeu, mas o atleta da Ferroviária afastou com o pé.

Na etapa final, levou cartão amarelo por reclamação que poderia ter sido evitado.

– Foi uma estreia boa. Claro que eu trocaria o gol pela vitória. Mas me senti bem, ajudei o time. Faltou a vitória – afirmou o jogador, após a partida (veja a entrevista abaixo).

O Santos volta a campo na próxima quarta-feira, às 19h30, contra o São Caetano, pela sétima rodada do Paulista. Deve ser o reencontro de Gabigol com a Vila Belmiro.

Globo Esporte