Grêmio joga bem, domina Santos, mas só empata em casa pelo Brasileiro

gremio

No duelo entre vice-líder e terceiro colocado, ninguém venceu. O empate por 1 a 1 não foi bom para o Grêmio nem para o Santos, na Arena gremista, em Porto Alegre, na noite deste domingo, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

As equipes entraram em campo motivadas pelo empate entre Corinthians, líder, e Flamengo, quarto colocado na abertura da rodada, por 1 a 1, em Itaquera, um pouco mais cedo. A igualdade segurou ambas as equipes na classificação.

Mas como não houve vencedor em Porto Alegre, a diferença para o líder não diminuiu.

O resultado mantém o Grêmio na segunda colocação. A equipe tem 33 pontos e continua a oito do Corinthians. O Santos também permanece no terceiro lugar, com 31 pontos, tendo o Palmeiras, agora dono quarto lugar, com 29, mais próximo. O Flamengo caiu para quinto, com 28.

Neste domingo, o Santos abriu o placar com o zagueiro David Braz, aos 44 minutos do primeiro tempo, após cobrança de escanteio. O Grêmio empatou logo em seguida, com o atacante Fernandinho, aos 46, aproveitando um rebote do goleiro Vanderlei.

Ainda houve uma confusão no final do jogo. O lateral Edílson, que já tinha amarelo, foi expulso após empurrar o atacante Thiago Ribeiro.

  • Domínio tricolor

Os 45 minutos iniciais tiveram quase uma só roteiro: Grêmio no campo de ataque, Vanderlei fazendo defesas como podia e Santos acuado.

Ainda assim a primeira etapa terminou empata por 1 a 1.

O Santos, que levou sufoco dos 15 até os 35 minutos, conseguiu sair para o ataque de maneira tímida. Teve dois escanteios à favor e foi no segundo que conseguiu abrir o placar. O lateral Jean Mota cobrou do lado esquerdo, o atacante Bruno Henrique desviou e David Braz, antecipando o marcador, fez 1 a 0, aos 44.

O Grêmio não demonstrou nervosismo. Retomou o controle e voltou a fazer o que fizera até então: mantendo-se no campo de ataque e pressionar. Empatou  aos 46. Na jogada, o lateral Edílson cruzou da direita para Pedro Rocha. O atacante chutou e Vanderlei rebateu. No rebote, Fernandinho fez de cabeça.

O 1 a 1 foi injusto porque o time gremista teve oito boas chances de gol, parando em Vanderlei ou errando no tiro final. O Santos teve uma só.

  • Ritmo caiu

O domínio tricolor foi mantido na segunda etapa, mas as chances de gols diminuíram.

O motivo foi o próprio Santos. Se não conseguiu ser perigoso no ataque, o time diminuiu os espaços, fechou mais a marcação e dificultou as investidas do Grêmio.

Isso durou até os 30 minutos, quando o Grêmio acabou diminuindo drasticamente o ritmo. A partida perdeu um pouco de velocidade, mas continuou muito boa.

  • Próximos jogos

O Grêmio estará em campo novamente na próxima quarta-feira, dia 2 de agosto, para enfrentar o Atlético-GO, no estádio Olímpico, em Goiânia, pela 18ª rodada. No mesmo dia o Santos enfrentará o Flamengo, no Pacaembu, em São Paulo.

Espn/Gazeta Press