Inter marca amistoso com Caxias e estuda fazer mais um teste antes da Copa do Brasil

Logo no terceiro mês do ano, o Inter se vê obrigado a assimilar os reflexos da eliminação precoce para o maior rival, o Grêmio, nas quartas de final do Gauchão. E já trata de remediar e minimizar os efeitos dos 21 dias sem jogos até o próximo compromisso oficial, contra o Vitória, em 11 de abril, pela ida da quarta fase da Copa do Brasil. O planejamento colorado prevê até dois testes antes do primeiro duelo decisivo com o Rubro Negro baiano.

Um deles, aliás, já está marcado. No próximo sábado, o Inter enfrentará o Caxias em um amistoso no Beira-Rio, pela manhã. A diretoria de futebol e a comissão técnica ainda analisam a possibilidade de fazer um outro jogo preparatório, ainda sem adversário ou data definidos.

A intenção, claro, é atenuar o impacto da lacuna de três semanas sem partidas em meio à temporada e ainda expor a equipe a testes que possam contribuir com os ajustes a serem feitos por Odair Hellmann em sua formação titular. O Grená, por exemplo, também foi eliminado nas quartas de final do Gauchão, para o Avenida. E, na primeira fase, chegou a vencer o Inter, no Estádio Centenário por 2 a 1.

De quebra, os testes podem servir de “ponte” para a transição física de jogadores que se recuperam de lesões, para que vivam minutos em situações de jogo (confira os lesionados na tabela abaixo). Há expectativa de que Danilo Fernandes atue ao menos durante 45 minutos da partida contra o Caxias, após cura uma lesão muscular na coxa direita – o goleiro já treina com o grupo nas últimas semanas e tem o retorno praticamente certo para ficar à disposição contra o Vitória.

Livre de um problema no púbis, Uendel também deve atuar. Há ainda quadros que inspiram mais cuidados, como os de William Pottker (lesão muscular), Leandro Damião (contusão na coluna cervical) e Klaus (lesão no joelho direito).

– Será importante para recuperar, descansar e que todos fiquem à disposição. Temos que fazer um bom jogo em casa. O tempo servirá para isso – valoriza o técnico Odair Hellmann.

O Inter, aliás, já fez um primeiro teste ainda nesta semana. Na última sexta-feira, os reservas enfrentaram atletas do time B em um jogo-treino no CT do Parque Gigante. Recém-contratado, Rossi anotou o gol da vitória por 1 a 0. O atacante, aliás, é um dos que precisa aprimorar a parte física após um longo tempo parado no futebol chinês.

Ainda que a eliminação no Gauchão seja dolorida, a queda é encarada pelo viés positivo no Beira-Rio. Odair usará a pausa para fazer ajustes na equipe e dar estofo físico para a sequência do ano.

– Jogávamos quarta e domingo e não treinávamos muito. Era jogo e descanso. Teremos este período para acertar algo que faltou. Seguiremos fortes na Copa do Brasil e no início do Brasileirão – projeta o zagueiro Rodrigo Moledo.

De folga neste final de semana, o elenco colorado se reapresenta para trabalhos na segunda-feira. Eliminado do Gauchão nas quartas de final, o Inter só volta a campo em 11 de abril, às 19h30, quando encara o Vitória no Beira-Rio pelo jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil.

Globo Esporte