Mina, esse gol foi da hora! Zagueiro marca, Colômbia vence Senegal e avança às oitavas de final

A cidade de Samara viveu um dia de decisão e fortes emoções da Copa do Mundo da Rússia. A Colômbia entrou em campo em busca da vitória sobre Senegal para não precisar torcer por uma derrota do Japão para a Polônia na outra partida do Grupo H.

Se a situação parecia difícil antes de a bola rolar, ficou ainda mais tensa quando James Rodríguez deixou o gramado lesionado no primeiro tempo. Mas na base da raça e de apoio de milhares de torcedores vestindo a camisa amarela no estádio, os colombianos venceram por 1 a 0 e garantiram vaga nas oitavas de final. O gol da vitória foi marcado pelo zagueiro Mina, ex-Palmeiras e que atua pelo Barcelona, no segundo tempo.

O rival nas oitavas é a Inglaterra, que ficou com a segunda posição do Grupo H. A partida será na próxima terça-feira, às 15h (de Brasília), em Moscou.

A Colômbia entrou em campo em busca da vitória, pois era o necessário para garantir a classificação às oitavas de final. O técnico José Pékerman armou sua equipe no 4-2-3-1, com Falcao García no comando do ataque. A esperança era pela chegada de um meio campo forte e de muita qualidade, com James Rodríguez, Uribe e Cuadrado. Não deu certo no início do jogo, quando Senegal teve mais ações e fechou os espaços, e ficou ainda pior quando James deixou o campo lesionado aos 31. Os colombianos ainda levaram um susto quando Mané caiu após choque Davinson Sánchez, e o árbitro marcou pênalti. Depois, com a ajuda do VAR (árbitro de vídeo, em inglês), ficou claro que o colombiano tocou primeiro na bola e a penalidade não aconteceu.

Com a necessidade de marcar sem depender do resultado de Japão x Polônia, a Colômbia voltou mais organizada para o segundo tempo. Porém, cada minuto que passava era um minuto a menos para buscar a classificação. Na beira do gramado, José Pékerman tentava orientar sua equipe, que já não contava mais com James Rodríguez. Aos 13 minutos, o estádio explodiu em alegria. Não, não foi gol da Colômbia, que tinha muito mais torcida. Tampouco de Senegal. A Polônia abriu o placar em Volgogrado, resultado que classificava colombianos e senegaleses às oitavas. Então, a seleção da África tirou o pé, tentou esfriar o jogo e fazer o tempo passar. O time de José Pékerman aproveitou para garantir a vitória e não ficar mais na dependência da outra partida. Após cobrança de escanteio de Cuadrado, Mina subiu mais alto do que a zaga, marcou seu segundo gol na Copa e garantiu a classificação dos Cafeteros.

A alegria pela classificação às oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia também chega com uma preocupação para o técnico José Pékerman. Ainda no primeiro tempo, o meia James Rodríguez deixou o gramado, foi substituído por Muriel. Com um semblante triste, completamente desolado, ele caminhou sozinho para o vestiário. Desde os minutos iniciais, ele caminhou com dificuldades, sentiu dor e não resistiu. O jogador chegou na Rússia com uma lesão na panturrilha, começou no banco contra o Japão e foi titular na vitória sobre a Polônia.

O Zagueiro Mina voltou a marcar de cabeça – o primeiro foi na vitória por 3 a 0 sobre a Polônia. Nesta quinta-feira, garantiu a vitória por 1 a 0 sobre Senegal, a primeira colocação no Grupo H da Copa do Mundo e a classificação às oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia. Por conta do desempenho decisivo contra os senegaleses, foi eleito o melhor em campo e vibrou com a vaga na próxima fase.

– Quero agradecer à minha família e aos meus amigos. Toda vez que eu vou ao ataque fico certo de poder ajudar o time. Eles (senegaleses) são rápidos, tentamos controlar o jogo. Eles têm jogadores velozes e não podíamos dar vantagem a eles – disse Mina após o jogo.

Globo Esporte