Muricy cobra o que ‘tiki-taka’ do São Paulo não faz: dar trabalho ao goleiro rival

BC1DB94D8290FFB1762C4282EBB9E5_h242_w430_m2_q80_cvZeEpLho

O São Paulo acertou 595 passes contra o Bragantino, manteve a posse de bola em 67,1% do tempo de jogo e só acertou o gol adversário em três ocasiões, de um total de 14 chutes. A equipe do interior paulista acertou só 168 passes, mas acertou o alvo em cinco ocasiões nas nove finalizações que fez. Em outras palavras, falta ao ‘tiki-taka’ tricolor transformar a vantagem de ter a bola em perigo constante ao adversário, com mais agressividade e melhor pontaria. Algo que não passou despercebido por Muricy Ramalho.

Na coletiva de imprensa após a vitória por 2 a 1 sobre a equipe de Bragança, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil, o treinador do time Morumbi elogiou justamente a capacidade do time de reter a bola, mas criticou o pouco trabalho dado ao goleiro adversário.

“Assim como no jogo contra o Goiás, o que melhorou muito a posse de bola. Mas a gente precisa fazer mais gols. Precisa fazer o goleiro adversário trabalhar mais. É fazer mais gols, porque se a gente jogo com dois meias e dois atacantes, se supõe que estamos mais ofensivos. O nosso saldo não é ruim, mas precisava marcar mais gols”, analisou o técnico.

Contra a equipe goiana, por exemplo, o cenário foi até semelhante. Segundo números da Footstats, o São Paulo teve 66% da posse de bola, trocou 504 passes e acertou quatro finalizações no alvo de um total de 14, marcando um gol. O adversário teve 33% da posse de bola, deu apenas 158 passes certos e acertou dois chutes de sete – justamente os dos gols.

Muricy, por outro lado, destacou que espera uma melhora no setor de criação e do time no geral quando conseguir dar uma sequência com uma escalação que inclua Ganso e Kaká juntos.

“Estávamos melhores no primeiro semestre do que agora, mas com estes jogadores de qualidade, como Kaká, que me deixou esperançoso, me anima muito. O setor de criação a gente tem dificuldade. Com o Kaká, o Ganso, que é o único responsável pela criação, vai melhorar também. O Kaká dá mais movimentação. Quando o time jogar mais junto vai dar resultado”, concluiu.

MSN Esportes

Deixe seu comentário