Paradesporto de Blumenau conquista 18 medalhas no 3º dia de Parajasc

paradesporto

A equipe do Paradesporto de Blumenau segue desempenhando um bom papel na 11ª edição dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc). Nesta terça-feira, dia 28, os paratletas blumenauenses conquistaram 18 medalhas na competição, somando 31 medalhas nos quatro segmentos do Parajasc. O campeonato segue até o dia 30 de abril, quinta-feira.

Neste terceiro dia de competição, a cidade conquistou a medalha de ouro no salto em distância e a prata nos 100m rasos, com Airton Arnoldo, no Atletismo DV (Deficiente Visual). Já no Atletismo DF (Deficiente Físico) Cadeirante, a paratleta Dayane Paes Muniz ficou com o ouro no lançamento de disco e com a prata no arremesso de peso. Pelo mesmo segmento, Mayke Sommerfeld Tarnowski, conquistou a medalha de ouro no lançamento de disco e ficou com a prata no arremesso de peso.

Orcini Vieira e Ernesto Bitelllbrun Junior conquistaram a medalha de ouro no arremesso de dardo e Wellington Felix Ferreira ficou com a prata. No segmento Atletismo DF (Deficiente Físico) Andante, Suzana Nahirnei ficou o ouro no arremesso de peso e com a prata nos 100m rasos. Greike de Oliveira Peres conquistou a medalha de ouro nos 100m rasos e a prata nos 400m. Julio César Batista Ramalho levou o ouro no salto em distância. Além disso, Blumenau ficou com o bronze no Tênis de Mesa DA (Deficiente Auditivo) de dupla, nos naipes masculino e feminino e também no segmento DF (Deficiente Físico) simples, naipe feminino.

Blumenau é representada nos Jogos Abertos Paradesportivos por 60 atletas, no qual 11 são alunos do Paradesporto Escolar. De acordo com Giselle Margot Chirolli, coordenadora do Paradesporto de Blumenau, neste ano foi possível aumentar os segmentos de deficiência atendidos pelo programa com o investimento feito pela Prefeitura de Blumenau, proporcionando o melhor suporte para os paratletas. “É fundamental termos uma boa estrutura para dar o suporte necessário ao atleta. Assim, com o esporte, podemos promover a independência e a reabilitação motora e social”, explica.

Mais de 150 crianças participam do projeto Paradesporto Escolar em 43 pólos de atividades, com esportes gratuitos para estudantes de qualquer unidade de ensino.

Assessor de Comunicação: Diorgnes Saldanha Lima

 

Deixe seu comentário