Paysandu faz 1 a 0 no Criciúma e se afasta da zona do rebaixamento

cri

O Paysandu deu um importante passo rumo à fuga do rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta sexta-feira, na Rua Curuzu, o Papão venceu o Criciúma, por 1 a 0, com gol do meia Fábio Matos, em duelo válido pela 32ª rodada da competição.

 

Com o resultado, o clube paraense assumiu provisoriamente o 11º lugar, com 41 pontos, seis acima da zona da degola. Com poucas chances de ser rebaixado, o Criciúma, que amargou a sua quarta derrota consecutiva, segue na nona posição, com 42 pontos.

Na próxima rodada, o time catarinense tentará se reabilitar no Nacional diante do Goiás, nesta terça-feira, às 19h30 (de Brasília), no Serra Dourada. Já o Paysandu receberá o Vila Nova, na sexta, às 21h30, novamente na Rua Curuzu, tentando se consolidar na parte do meio da tabela.

O jogo – O Paysandu abriu o placar aos 24 minutos do primeiro tempo, quando o atacante Juninho cruzou na medida para o meia Fábio Matos, da entrada da pequena área, se jogar e completar para o gol. A bola chegou a passar por entre as pernas do goleiro Luiz antes de entrar.

Dominando a partida, os paraenses tiveram duas chances de ampliar a vantagem ainda na etapa inicial. Primeiro aos 31 minutos, com Marcão, que fez grande jogada individual, mas parou em Luiz. Depois, aos 41, o atacante encontrou o lateral esquerdo Guilherme Santos, que, livre de marcação, mandou por cima do alvo.

O Criciúma voltou melhor para a etapa complementar. Aos 18 minutos, o meia Alex Maranhão cobrou falta na área, o zagueiro Edson Borges subiu livre para cabecear, mas mandou para fora, sem direção.

Os catarinenses continuaram pressionando e voltaram a assustar aos 27 minutos, quando Silvinho cobrou escanteio na cabeça do lateral Giaretta, que testou na trave.

Nos minutos finais, o Paysandu teve a chance de liquidar a fatura em um contra-ataque, que acabou desperdiçado após chute torto de Guilherme Santos. Já os visitantes assustaram a torcida presente na Rua Curuzu, após cabeceio do meia João Henrique tirar tinta da trave do goleiro Marcos Milanezi.