Promessas erram nas penalidades, e Paraná elimina o Flamengo na Primeira Liga

fla

Com boa dose de sofrimento, o Paraná Clube conseguiu a classificação para a semifinal da Copa da Primeira Liga. Em jogo disputado em Cariacica nesta quarta-feira, Flamengo e Paraná empataram em 1 a 1 no tempo normal e decidiram a vaga nas cobranças de pênaltis. As promessas flamenguistas Vinicius Júnior e Lucas Paquetá desperdiçaram as suas batidas, e o Paraná levou a melhor na disputa por 5 a 4. Na semifinal da Primeira Liga, o time paranaense vai enfrentar o Atlético-MG, que eliminou a equipe do Internacional nesta quarta.

O Flamengo abriu o placar da partida aos 18 minutos do segundo tempo. Igor tocou com a mão na bola dentro da área, e o juiz marcou a penalidade máxima. Na cobrança, Éverton Ribeiro bateu com extrema categoria, no ângulo esquerdo, sem chances para o goleiro do Paraná.

Mas o time carioca não teve muito tempo para comemorar. Aos 20 minutos, Renatinho cobrou falta direto para o gol, a bola quicou no gramado, bateu na trave e entrou no canto direito de Muralha: 1 a 1.

No próximo sábado, no Independência, Atlético-MG e Paraná vão decidir a primeira vaga na decisão da Primeira Liga. Já no domingo, a outra semifinal da competição abriga o confronto entre Londrina e Cruzeiro, no estádio do Café.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo volta a jogar no dia 10 de setembro, quando faz clássico diante do Botafogo, no estádio Nilton Santos.

Primeiro tempo

Escalado com uma equipe alternativa, o Flamengo partiu para o ataque desde o primeiro minuto. Apoiado pela torcida capixaba, a equipe comandada por Reinaldo Rueda criou o primeiro momento de perigo aos três minutos, quando o volante Márcio Araújo se livrou de dois marcadores e bateu forte, mas a bola saiu.

Aos oito minutos, Vinicius Júnior investiu pela esquerda e cruzou para Felipe Vizeu, mas o centroavante escorregou e não conseguiu aproveitar o lançamento. O domínio da equipe carioca era total. Aos dez minutos, Geuvânio acertou o alvo, mas o goleiro Richard fez boa defesa.

Logo aos 12 minutos, o técnico Lisca foi obrigado a gastar uma substituição. O atacante Minho sofreu entorse no joelho esquerdo, pediu para sair e foi substituído por Vinicius Kiss.

O Flamengo era bem melhor e quase marcou aos 16, quando Vinicius Júnior lançou Felipe Vizeu, que chegou a driblar o goleiro Richard, mas perdeu o ângulo e deu tempo para que o goleiro do Paraná se recuperasse.

O time de Curitiba encontrava grande dificuldade para trocar passes no campo de ataque e se limitava a tentar bloquear as investidas da equipe da Gávea. O Flamengo seguia pressionando em busca do primeiro gol e atacava muito pela esquerda, onde Vinicius Júnior e Klebinho se entendiam bem e levavam perigo constante à defesa paranaense.

Aos 28 minutos, o lateral Cristovam arriscou, de longe, mas a bola não levou perigo para o gol defendido por Alex Muralha.

O Flamengo quase marcou aos 40 minutos, quando Éverton Ribeiro cruzou, Cristovam tentou cortar e quase colocou dentro do gol paranaense, mas a bola saiu, dando susto no goleiro Richard.

Aos 48 minutos, no último lance importante da etapa inicial, Vinicius Júnior foi derrubado na entrada da área. Éverton Ribeiro bateu para fora.

Segundo tempo

O Flamengo começou o segundo tempo com a mesma disposição ofensiva da fase inicial. Logo aos dois minutos, Vinicius Júnior enfiou para Éverton Ribeiro, mas o goleiro Richard se antecipou e fez a defesa.

Aos cinco minutos, o Paraná criou a sua primeira grande chance para marcar. Após cobrança de falta, Iago Maidana subiu mais do que a zaga rubro-negra e cabeceou forte, mas a bola se chocou com o travessão. Logo depois, com dores no joelho esquerdo, Felipe Vizeu foi substituído por Lucas Paquetá.

O time paranaense voltou um pouco mais agressivo e tornou o jogo mais equilibrado. Aos 14 minutos, foi a vez de Gabriel Dias se livrar da marcação e cruzar, mas Rômulo impediu que a bola chegasse aos atacantes.

Aos 18 minutos, o Flamengo marcou o primeiro gol. Após cruzamento na área, Geuvânio cabeceou e a bola bateu em Igor. O árbitro alegou que a bola tocou no braço do jogador paranaense e marcou o pênalti. Éverton Ribeiro bateu para colocar o rubro-negro na frente.

A vantagem não durou muito tempo. Renatinho bateu falta, da intermediária, e conseguiu colocar a bola na rede de Alex Muralha, que pulou atrasado. Foi o primeiro gol sofrido pelo Flamengo depois que Reinaldo Rueda assumiu a direção técnica.

O time carioca quase desempatou aos 25 com um chute forte de Geuvânio. Logo depois, o técnico Reinaldo Rueda colocou o meia argentino Conca na vaga de Geuvânio, substituição saudada com entusiasmo pela torcida capixaba.

Aos 39 minutos, o Flamengo perdeu boa chance de desempatar. O goleiro Richard fez duas ótimas defesas em chutes de Romulo e Vinicius Júnior. O Paraná mostrava claramente que estava interessado em levar a decisão para a disputa de pênaltis, enquanto o time carioca tentava decidir o jogo no tempo normal. Aos 46 minutos, o goleiro Richard evitou o gol do time carioca ao defender chute de Vinicius Júnior.

Espn/Gazeta Press