Renato Cajá marca golaço e Ponte vence Chapecoense em casa

ponte-preta-chape-comemora-480-Gustavo-Magnusson-fotoarena

A Ponte Preta superou a suspensão do técnico Guto Ferreira e ausência dos torcedores no Moisés Lucarelli e, na noite deste sábado (30 de maio), venceu a Chapecoense por 3 a 1, com direito a um belo gol de Renato Cajá. O dele, Tiago Alves e Biro Biro garantiram a Macaca na vice-liderança até as partidas deste domingo. Gil descontou para os catarinenses.

Com o resultado, o time alvinegro chegou aos oito pontos. A equipe alviverde, por sua vez, caiu para a oitava colocação da tabela e apresenta seis pontos, mas pode ser ultrapassada.

Pela quinta rodada, a Ponte Preta tem compromisso marcado com o Vasco, no São Januário, às 19h30 (de Brasília) da próxima quarta-feira. Já a Chapecoense enfrenta o Joinville na mesma data e horário, na Arena Condá.

Macaca abre placar no início, mas desperdiça chances de ampliar

Apesar de estar sem Guto Ferreira, suspenso por expulsão no intervalo do empate em 1 a 1 com o Cruzeiro, e jogando de portões fechados por punição devido à briga com policias em Joinville, na Série B do ano passado, a anfitriã conseguiu impor seu ritmo no início da partida.

Assim, abriu o placar logo aos seis minutos. Renato Cajá cobrou falta com cruzamento para a entrada da pequena área. Tiago Alves entrou na frente de Rafael Lima e cabeceou para o fundo das redes.

Apenas quatro minutos depois, os campineiros voltaram a assustar. Diego Oliveira lançou Rildo em velocidade, e o atacante invadiu a área pela esquerda, finalizando para boa defesa do goleiro Danilo.

Com o passar do tempo, os visitantes começaram a esboçar uma reação e, com 30 jogados, produziram sua primeira chance de perigo. Hyoran levantou bola na área em cobrança de falta, a defesa tirou, mas o meia ficou a sobra e chutou para obrigar Marcelo Lomba a trabalhar.

O time alvinegro mostrou que ainda estava ligado e, aos 42 minutos, levaram perigo mais uma vez. Renato Cajá recebeu passe de Biro Biro e bateu de primeira da grande área, mas por ao lado do gol.

O Verdão do Oeste não perdoou o erro e assustou logo na sequência. Apodi acelerou pela direita e, da linha de fundo, cruzou para trás. Roger apareceu para finalizar de primeira, mas Lomba fez a defesa.

No último minuto do primeiro tempo, Cajá voltou a desperdiçar boa chance. O meia recebeu passe de Diego Oliveira, tirou de Danilo e tentou chutar no canto direito, mas acabou mandando para fora.

 

Renato Cajá se redime e marca golaço no final

A Ponte voltou do intervalo embalada e, logo aos dois minutos, ampliou a vantagem no marcador. Biro Biro cobrou falta da entrada da área com habilidade, e colocou a bola no canto esquerdo da meta.

A Chape tentou reagir na sequência. Aos três, Apodi deixou Hyoran totalmente livre na área, o meia só teria que empurrar para as redes. Porém, pegou mal na bola e perdeu gol de forma inacreditável. Aos cinco, Ananias chutou com curva para tirar tinta da trave.

Os donos da casa ficaram em superioridade numérica a partir dos 17, quando Apodi foi expulso. Porém, foram os visitantes quem ameaçaram aos 23. Roger tocou para Ananias, que driblou os marcadores e bateu no canto para boa defesa de Marcelo Lomba.

Os campineiros tiveram boa chance aos 34 minutos. Cajá rouba a bola de Gil e arma contra-ataque. Borges recebe passe e chuta de pé esquerdo da entrada da área, mas fraco e ao lado da meta.

Os catarinenses conseguiram diminuir o marcador aos 42. Em boa jogada de Roger e Gil, ele fica com a bola e toca na saída de Marcelo Lomba para colocar a bola no fundo das redes.

A equipe alvinegra ainda encontrou tempo de marcar o terceiro. Aos 48 minutos, Cajá se redimiu ao marcar belo gol. O jogador desarmou Dener no campo de defesa, acelerou, viu Danilo adiantado e chutou do meio-de-campo para selar a vitória da Ponte Preta.

 

Fox Sports

Deixe seu comentário