River Plate vence Emelec, passa o Flamengo e assume liderança do Grupo 4

O Grupo 4 da Libertadores tem um novo líder. O River Plate exerceu seu domínio no Monumental de Nuñez e venceu o Emelec por 2 a 1, na noite desta quinta-feira, no encerramento da quarta rodada. Com isso, o Millonario passou o Flamengo e assumiu a ponta da chave. Os equatorianos estão perto de dar adeus ao torneio. Lucas Pratto teve grande atuação, com um gol e assistência para o golaço de Pity Martínez.

O jogo foi todo do River Plate. O Millonario terminou a partida com 62% de posse de bola e 14 finalizações contra seis do Emelec, que só conseguiu acertar o gol de Armani quando Preciado estufou as redes. Nas investidas de Nacho Fernández, pela direita, e Pity Martínez, pela esquerda, o River pressionou, mas só criou chances de perigo na segunda etapa.

Lucas Pratto abriu o placar para os donos da casa aos 20 minutos do segundo tempo. Ele recebeu de Quintero dentro da área, girou e chutou forte: 1 a 0. Pouco depois, o ex-são-paulino roubou bola no meio-campo, acionou Pity Martínez que, com um lindo toque por cobertura, encobriu o goleiro Dreer. O Emelec conseguiu seu gol apenas aos 45, após bela jogada de Preciado pela direita e bom chute cruzado: 2 a 1.

O River Plate chegou aos oito pontos e é o novo líder do Grupo 4. O Flamengo é o segundo, com seis pontos. O Santa Fe é o quarto, com quatro pontos, e o Emelec está na lanterna, com apenas um ponto. Na próxima rodada, o Millonario visita o time colombiano, no dia 3, e o Rubro-Negro recebe a equipe equatoriana, no dia 16. Caso vençam, River e Flamegno garantem vaga na próxima fase e apenas decidem a liderança na última rodada, quando se enfrentam.

Apesar da vitória, o goleiro do River Plate, Armani, tem o que lamentar. Foi vazado depois de quase seis jogos completos. A última vez que ele havia tomado um gol foi no dia 1º de abril, no triunfo do Millonario por 3 a 1 sobre o Defensa y Justicia, pelo Campeonato Argentino. Desde então, sem considerar os acréscimos, ele ficou 618 minutos sem buscar a bola em suas redes. Pela grande fase, a imprensa argentina pede sua convocação para a Copa do Mundo.

Embora Pity Martínez tenha feito um golaço, o nome do jogo foi Lucas Pratto. O ex-São Paulo e Atlético-MG fez o seu primeiro gol da atual edição da Libertadores. O atacante também foi o autor da assistência para o gol do camisa 10. No River Plate, Pratto tem quatro gols em 15 jogos.

O técnico Marcelo Gallardo completou 200 jogos no comando do River Plate, onde está desde junho de 2014. Com contrato renovado até 2021, o ídolo do Millonario já tem oito títulos pelo clube: a Copa Sul-Americana em 2014, Recopa Sul-Americana em 2015 e 2016, Libertadores 2015, Copa Suruga em 2015, as Copas da Argentina em 2016 e 2017 e a Supercopa da Argentina de 2018.

Globo Esporte