Ruim para os dois: Criciúma e Boa Esporte empatam no Sul e seguem no Z-4 da Série B

Em duelo direto contra a zona de rebaixamento, somar um ponto muitas vezes não resolve a situação de ninguém. Foi assim com Criciúma e Boa Esporte neste sábado, no estádio Heriberto Hülse, em Santa Catarina. Com os dois times na degola, empate em 1 a 1, gols de Fábio Ferreira e Douglas Baggio, ambos na primeira etapa. O jogo, longe de um primor técnico, foi reflexo da posição dos times na classificação.

A situação dos times na classificação não foi alterada. Com o ponto somado, o Criciúma se manteve em 17º. O Boa Esporte segue na lanterna, com apenas seis pontos.

Os dois times voltam a campo na próxima semana. Sábado, em Barueri, o Criciúma visita o Oeste. Na sexta, o Boa Esporte volta a jogar diante da torcida e tem pela frente outro catarinense, agora o Avaí.

O Criciúma até tentou, mas não conseguiu repetir a boa atuação na última rodada. A pressão até existiu, mas totalmente ineficiente. O time se mostrou nervoso e não conseguiu criar boas jogadas. A grande arma foi na bola aérea, mas o excesso de cruzamentos apenas consagrou os defensores do Boa Esporte.

O amarelo é parte das cores oficiais do Criciúma, mas neste sábado o tom foi para homenagear. No clima da Copa do Mundo, o Tigre lançou uma camisa comemorativa e fez a estreia diante do Boa Esporte. O modelo deu sorte, com a terceira vitória consecutiva dos catarinenses na Série B.

Dono de uma das piores defesas da Série B, o Boa Esporte conseguiu suportar a pressão do Criciúma. A equipe de Daniel Paulista, depois de conseguir o gol de empate, na primeira etapa, se fechou e ficou esperando o contragolpe. Se não apareceu a chance de marcar, ao menos os mineiros garantiram a volta para casa com mais um ponto.

Globo Esporte