Técnico de judô de Blumenau participa de seletivo para capacitação no Japão

judo

Ademir Schultz Júnior precisa passar por uma entrevista na embaixada para confirmar presença

O professor de judô e técnico da Fundação Municipal de Desportos (FMD), Ademir Schultz Júnior, é um dos 20 brasileiros que participará de um processo seletivo para fazer um curso no Japão. Ele aguarda agora a marcação de uma entrevista na Embaixada Japonesa no Brasil para saber se será um dos escolhidos que participarão da capacitação, marcada para ocorrer entre 8 de setembro e 2 de outubro de 2017.

A iniciativa surgiu de uma parceria formada entre os governos brasileiro e japonês. Na semana passada, o Ministério do Esporte, a Confederação Brasileira de Judô (CBJ), o Instituto Kodokan do Brasil e a embaixada japonesa se reuniram e definiram os moldes do projeto que levará professores da arte marcial para uma capacitação do outro lado do mundo. O objetivo posterior é compartilhar esses ensinamentos em escolas públicas brasileiras.

Júnior se disse surpreso em ser um dos 20 indicados. Segundo ele, não houve processo de inscrição e os profissionais da lista de professores foi toda sugerida pela CBJ. “Eu fiquei sabendo por que começaram a me ligar me dando os parabéns. Fico muito feliz com a lembrança, já que meu pai e eu trabalhamos com isso há muito tempo, revelando grandes talentos para o judô brasileiro”, comentou o professor.

Os indicados são todos mestres na modalidade e têm fluência em inglês e/ou japonês. O blumenauense acredita que foi incluído na lista por estar se especializando na luta, tendo inclusive mestrado no assunto. “Agora é aguardar a entrevista, que ainda não tem data marcada, para ver se consigo ser um dos selecionados. Mas só estar nessa lista já é uma grande conquista”, comenta.

Nitro Sports/

Editoria de Esportes