Trocas de Renato resolvem, Grêmio vence Lanús no fim e abre vantagem na decisão

O Grêmio foi para cima desde o início, criou boas chances no segundo tempo e, no fim, conseguiu vencer o Lanús por 1 a 0, nesta quarta-feira, pela partida de ida da decisão da Copa Libertadores. Cícero fez o único gol da partida na Arena do Grêmio, aos 37min do segundo tempo, ao aproveitar assistência de Jael. Os dois atletas foram colocados por Renato Gaúcho em campo no decorrer do segundo tempo.

Agora, os gaúchos jogarão por um empate para ficar com seu terceiro título na competição continental. Vale lembrar que na decisão o gol fora de casa não tem peso maior. Logo, qualquer vitória dos mandantes por um gol de diferença na Argentina levará a definição do campeão para a prorrogação e, se necessário, para as cobranças de pênaltis.

Para o segundo duelo, Renato Gaúcho já sabe que não poderá contar com Kannemann, que estava pendurado e levou o cartão amarelo por confusão com García, que também foi punido no lance.

O jogo de volta ocorrerá já na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Estádio Ciudad de Lanús.

Antes, as duas equipes voltarão a campo no domingo por seus respectivos campeonatos nacionais. O Grêmio receberá o Atlético-GO às 17h (de Brasília), pela penúltima rodada do Brasileirão. Já o Lanús visitará o Godoy Cruz às 18h.

Grohe salva duas vezesOs donos da casa tomaram a iniciativa no começo do jogo e foram para cima, mas esbarraram em um adversário retrancado. Neste cenário, a primeira finalização veio aos 17min, quando Luan mandou longe do alvo.

Apesar da retranca, a equipe argentina criaria os dois principais lances de perigo na etapa inicial. Aos 33min, Martínez bateu cruzado de dentro da área e parou em grande defesa de Marcelo Grohe. O goleiro voltaria a brilhar seis minutos mais tarde, quando voou para evitar um gol de Velázquez, que cabeceou bem após cobrança de escanteio.

A resposta tricolor viria aos 44min, quando o goleiro Andrada saiu jogando errado e mandou nos pés de Arthur, que não aproveitou a meta vazia e chutou para fora.

Ainda antes do intervalo, os donos da casa pediram um pênalti em Ramiro, que caiu em meio a uma disputa na área. O árbitro Julio Bascuñán mandou o jogo seguir.

Grêmio pressiona e vence no fimNa volta para o segundo tempo, o panorama da partida seguiu o mesmo: o Grêmio com um volume de jogo muito maior e o Lanús fechado em seu campo de defesa. A diferença é que os mandantes conseguiam criar mais ocasiões de gol.

Edílson mandou à direita do alvo em cobrança de falta logo aos 5min. Cortez arriscou de fora da área aos 11min e viu Andrada fazer belíssima intervenção de mão trocada, mandando para escanteio.

Seis minutos depois, Geromel levantou na área, e Jaílson cabeceou perto do alvo. Aos 32min, Jael soltou a pancada de fora da área, e o goleiro segurou.

O amplo domínio tricolor se transformaria em vantagem no placar aos 37min. Edílson levantou da direita, Jael desviou de cabeça para o meio da área e Cícero chegou antes do goleiro, que ainda tocou na bola, mas não impediu que ela encontrasse a rede e fizesse o torcedor ir à loucura em Porto Alegre.

À loucura também foram os jogadores gaúchos no último lance do confronto, em que Jael foi derrubado por Alejandro Silva em disputa pelo alto e pediu pênalti. O juiz nada marcou.

Polêmica à parte, o Grêmio vai à Argentina em vantagem.