Vaiada, Chape é atropelada por Atlético-GO, que volta a vencer após nove jogos

chape

Com esperança de se aproximar mais uma vez do G-6, a Chapecoense teve péssima atuação na manhã deste domingo, na Arena Condá.

Sem tomar a iniciativa, os donos da casa até saíram na frente, mas foram sufocados desde o primeiro tempo, não resistiram e acabaram sofrendo a virada em 2 a 1 para o Atlético-GO. Saiu até barato para a Chape, que teve um desempenho abaixo da média diante de seus torcedores e pode se dar por satisfeita em não ter levado uma goleada.

Os catarinenses abriram o placar no fim da etapa inicial, aos 39 minutos, em cobrança de escanteio que Luiz Otávio se adiantou à marcação para cabecear no canto direito e abrir o placar.

Na volta do intervalo, aumentou a pressão do Atlético-GO, que chegou ao empate aos 22, em lance individual de Luiz Fernando pela esquerda e cruzamento para Diego Rosa, perseguido pela torcida, marcar. A virada acabou vindo aos 38, em cruzamento perfeito de Rosa para Gilvan selar o resultado.

Não faltaram chances para o Dragão construir o placar.

Em excelente dia, o meia Jorginho chegou a fazer fila, em jogada sensacional e quase fez um gol de placa.

O mesmo Jorginho perdeu uma oportunidade debaixo da trave.

Foram 9.744 mil pessoas na Arena Condá.

Com a derrota, a Chapecoense fica no 11º lugar, com 21 pontos, enquanto que o Atlético-GO põe fim a jejum de nove jogos sem vencer e chega aos 12 pontos, ainda na lanterna do campeonato.

Espn/Gazeta Press