Vantagem na semi: Palmeiras faz 1 a 0 e segura pressão do S

Vantagem na semi: Palmeiras faz 1 a 0 e segura pressão do Santos no fim

O Palmeiras venceu o Santos por 1 a 0 na noite deste sábado, no Pacaembu, e ficou em vantagem na semifinal do Campeonato Paulista. No começo do clássico, o domínio foi do Verdão, que pressionou até o gol de Willian, aos 11 minutos. O segundo tempo foi do Peixe, que encurralou o adversário no fim, mas errou muito nas finalizações. E Jailson salvou as bolas que tiveram direção.

A primeira vaga para a final do Paulistão será decidida na terça-feira, às 20h30 (de Brasília), também no Pacaembu, mas só com a torcida alviverde. O Palmeiras joga pelo empate. O Santos precisa vencer por um gol de diferença, no mínimo – assim, a decisão será nos pênalti. No domingo e na quarta, Corinthians e São Paulo fazem a outra semifinal.

Dentro da área, Willian completou boa troca de passes do Palmeiras, aos 11 minutos do primeiro tempo.

O goleiro do Palmeiras, que jogou graças a um efeito suspensivo para a partida de gancho que ainda tem a cumprir, fez duas grandes defesas no fim do primeiro tempo, em chute de Gabigol e cabeçada de Renato. No segundo, o camisa 42 pegou mais dois chutes, um de Rodrygo e outro de Gabigol .

Lucas Lima, que trocou o Santos pelo Palmeiras no fim do ano passado, cumprimentou todos os ex-companheiros antes do clássico. Com a bola rolando, tomou muita vaia da torcida alvinegra. Aos 41 da etapa inicial, tomou também uma entrada de Gabigol por trás.

Aos 9 e 19 do segundo tempo, o atacante santista se enroscou com o volante palmeirense dentro da área… E pediu pênalti nos dois lances! Segue o jogo, mandou o árbitro Flávio Rodrigues de Souza. No primeiro, os adversários pediram cartão por simulação .

Até o Palmeiras abrir o placar com Willian, aos 11 minutos, o Santos praticamente não tinha passado do meio do campo. A posse de bola do Verdão chegou a ser de 65%, que também tinha larga vantagem em finalizações.

A partir dos 30, o Peixe equilibrou o jogo, que ficou mais violento, com faltas e reclamações. Aos 44, Jailson salvou o Palmeiras duas vezes, a segunda em cabeçada de Renato. E o Santos ficou só uma finalização atrás, 6 a 7.

O Santos voltou mais ligado para a etapa final, chegando à área adversária com perigo, mas pecando na hora de arrematar as jogadas. Então, Diogo Vitor, novidade de Jair Ventura no meio santista, saiu para a entrada de Rodrygo.

Em seu primeiro lance, o atacante chutou de fora da área para outra boa defesa de Jailson. O Palmeiras de Roger Machado parecia ter perdido o fôlego, sendo pressionado com os 11 atrás. Mesmo assim, manteve a vantagem.

Depois do clássico, Gabigol e Jailson conversaram entre si e deram entrevistas sobre o jogo de ida da semifinal.

Globo Esporte