Vitória aproveita falhas e derrota o Vasco por 3 a 2 em São Januário

Vasco e Vitória chegaram para esse jogo em momentos diferentes no Brasileiro. O Cruz-Maltino estava invicto, enquanto o Rubro-Negro não havia ganhado nenhuma partida. Depois de 90 minutos, a história é outra: os baianos garantiram os primeiros três pontos com vitória por 3 a 2, e os cariocas amargam uma derrota em casa. O Vitória aproveitou um erro bizarro de Desábato e um gol contra de Werley para sair vitorioso. André Lima e Lucas Fernandes marcaram para o Rubro-Negro, enquanto Pikachu e Andrés Ríos descontaram para o Vasco.

O Vasco teve mais volume de jogo, porém, não criou chances claras de gol na etapa inicial. Com o Vitória marcando em cima, o Cruz-Maltino apostou nos lançamentos longos e bolas aéreas. Pikachu foi o jogador mais ofensivo e quem levou perigo real à meta de Caíque. O gol adversário saiu em uma falha bizarra de Desábato, que errou o passe para Martín Silva. A bola sobrou para André Lima, que não perdoou. O Vasco se recuperou e o empate veio de pênalti: após Ríos perder, o time teve nova penalidade e Pikachu cobrou para o fundo das redes. O Vasco foi superior, mas o Vitória apresentou bom jogo coletivo.

O Vasco continou com mais posse de bola e conseguiu mais finalizações que o Vitória na etapa final. O time de Zé Ricardo atacou muito, mas acabou abrindo espaços. O Rubro-Negro, mais recuado, aproveitou os contra-ataques e foi fatal. As substituições de Vagner Mancini ajudaram o Vitória: Lucas Fernandes recebeu livre na esquerda para marcar o segundo e Denilson participou do lance que resultou no terceiro, marcado por Werley, contra. Perdendo por 3 a 1, o Cruz-Maltino passou a pressionar mais e conseguiu diminuir com Ríos, que, junto com Pikachu, era quem mais se doava no ataque. No fim, Riascos quase garantiu o empate, mas o Vitória foi mais inteligente e conquistou os primeiros três pontos no Brasileirão.

O lance do pênalti a favor do Vasco foi bem diferente. Wagner foi derrubado por Rhayner na área e o árbitro Jean Pierre assinalou a penalidade. Ríos cobrou no canto direito de Caíque, que fez a defesa. Até aí tudo bem. Mas o goleiro do Vitória deu o rebote e, quando Caio Monteiro chegou para finalizar, Caíque derrubou o meia do Vasco com os pés. Mais um pênalti para o Cruz-Maltino! Pikachu pediu para bater e Ríos deixou. Caíque pulou no canto certo (esquerdo), mas dessa vez a bola entrou.

Com a derrota, o Vasco mantém os sete pontos e ocupa a sexta posição na tabela do Brasileirão (pode ser ultrapassado por Botafogo, Fluminense e América-MG, que jogam na segunda). O Cruz-Maltino tem um jogo a menos, contra o Santos, adiado para depois da Copa do Mundo. O vitória somou os primeiros três pontos e agora tem quatro, em 17º lugar (pode ser ultrapassado por Santos, que joga agora, ou Ceará, que joga na segunda). Na próxima rodada, o Cruz-Maltino enfrenta o Flamengo, sábado, no Maracanã, e o Vitória joga contra o Ceará, domingo, no Barradão.

Globo Esporte